quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

MISSA - REFLETIÇÃO

Tem sentido ir à missa e não comungar?

Seria como aceitar um convite para um almoço e, na hora da refeição, enquanto todos se sentam à mesa, aquela  pessoa se coloca de lado e em pé. E quando alguém a convida para se assentar ela responde: - “Não, obrigado, eu só vim cheirar!”

Se ela está doente e não pode aquela refeição forte, todos vão entender.

Assim, quem está em pecado, está doente. Pode e deve ir à missa e participar da alegria e da conversa. Mas não deve receber Jesus até que a luz da graça volte a brilhar em seu coração, até que recupere a saúde de sua vida espiritual.

No dia do nosso batismo foi acesa a fogueira do amor de Deus em nosso coração. A eucaristia é lenha nova e seca que aumenta a luz e o calor do amor de Deus em nós. Mas não se põe lenha nova em fogueira apagada. Se a luz do meu coração apagou pelo pecado, eu devo, antes de comungar, reacendê-la pelo sacramento da reconciliação, fazendo uma santa e piedosa confissão.

Vale participar da missa pela televisão? 

O que você acha de jantar pela televisão? Enquanto os atores da novela se assentam e comem comidas gostosas, você, vê e vai se deitar. Matou a fome?

Acompanhar a missa pela televisão serve para participar da alegria de das conversas (pregação) de tantas coisas bonitas sobre Deus entre as pessoas que estão participando daquela missa. Ajuda, sobretudo a quem está em casa ou doente e não pode participar, pessoalmente, da missa. Aos doentes, o ministro da comunhão, vai, depois, levar Jesus vivo e verdadeiramente presente na hóstia consagrada, que vai visitar o doente como amigo e companheiro.

Quando devo ir à Missa?

A Igreja manda que participemos da Santa Missa, ao menos aos domingos, celebrando a morte e a ressurreição do Senhor Jesus. Há pessoas que gostam de ir `a missa aos sábados.  O sábado, após o meio dia faz parte da liturgia do domingo. Ir à missa aos sábados à tarde ou à noite, é como se fosse ir aos domingos. Erram, de certa maneira, aquelas que indo aos sábados, falam assim:  - “Eu gosto de ir à missa aos sábados, pois desta maneira já fico livre”!  Imaginem um namorado que falasse: - “Eu gosto de beijar a minha namorada aos sábados, pois assim já fico livre para o resto da semana”!...  Nesse tipo de missa ou beijo não há amor!...

O bom seria não ficar só na missa dos domingos e ir sempre que puder, ao menos mais uma ou duas vezes por semana.

Como me vestir para ir à Missa?

É sempre bom lembrar que Missa é Missa. Há uma roupa para trabalhar em casa; há uma roupa para trabalhar fora de casa; há uma roupa para ir à praia; há uma roupa para ir ao baile; e deve haver, também uma roupa modesta, sem luxo, para  ir à missa! A roupa de ir à Missa não deve chamar a atenção dos outros nem pelo luxo ou moda nem pela falta de modéstia.

Vocês que estão aqui, são pessoas mais santas. Mas o que vou estou falando serve para vocês sentirem segurança nos bons costumes da Igreja e ajudar os que nõ sabem. Por exemplo, tenho visto em igrejas de diversas regiões do Brasil, jovens mascando chicletes durante a missa  e até na fila de comunhão!

Poderia alguém dizer:

- “Com tantas comunhões, como eu deveria ser melhor! ”

E poderíamos responder:

- “Sem tantas comunhões, o que seria de mim?”





FONTE : Tem sentido ir à missa e não comungar?

Seria como aceitar um convite para um almoço e, na hora da refeição, enquanto todos se sentam à mesa, aquela  pessoa se coloca de lado e em pé. E quando alguém a convida para se assentar ela responde: - “Não, obrigado, eu só vim cheirar!”

Se ela está doente e não pode aquela refeição forte, todos vão entender.

Assim, quem está em pecado, está doente. Pode e deve ir à missa e participar da alegria e da conversa. Mas não deve receber Jesus até que a luz da graça volte a brilhar em seu coração, até que recupere a saúde de sua vida espiritual.

No dia do nosso batismo foi acesa a fogueira do amor de Deus em nosso coração. A eucaristia é lenha nova e seca que aumenta a luz e o calor do amor de Deus em nós. Mas não se põe lenha nova em fogueira apagada. Se a luz do meu coração apagou pelo pecado, eu devo, antes de comungar, reacendê-la pelo sacramento da reconciliação, fazendo uma santa e piedosa confissão.

Vale participar da missa pela televisão? 

O que você acha de jantar pela televisão? Enquanto os atores da novela se assentam e comem comidas gostosas, você, vê e vai se deitar. Matou a fome?

Acompanhar a missa pela televisão serve para participar da alegria de das conversas (pregação) de tantas coisas bonitas sobre Deus entre as pessoas que estão participando daquela missa. Ajuda, sobretudo a quem está em casa ou doente e não pode participar, pessoalmente, da missa. Aos doentes, o ministro da comunhão, vai, depois, levar Jesus vivo e verdadeiramente presente na hóstia consagrada, que vai visitar o doente como amigo e companheiro.

Quando devo ir à Missa?

A Igreja manda que participemos da Santa Missa, ao menos aos domingos, celebrando a morte e a ressurreição do Senhor Jesus. Há pessoas que gostam de ir `a missa aos sábados.  O sábado, após o meio dia faz parte da liturgia do domingo. Ir à missa aos sábados à tarde ou à noite, é como se fosse ir aos domingos. Erram, de certa maneira, aquelas que indo aos sábados, falam assim:  - “Eu gosto de ir à missa aos sábados, pois desta maneira já fico livre”!  Imaginem um namorado que falasse: - “Eu gosto de beijar a minha namorada aos sábados, pois assim já fico livre para o resto da semana”!...  Nesse tipo de missa ou beijo não há amor!...

O bom seria não ficar só na missa dos domingos e ir sempre que puder, ao menos mais uma ou duas vezes por semana.

Como me vestir para ir à Missa?

É sempre bom lembrar que Missa é Missa. Há uma roupa para trabalhar em casa; há uma roupa para trabalhar fora de casa; há uma roupa para ir à praia; há uma roupa para ir ao baile; e deve haver, também uma roupa modesta, sem luxo, para  ir à missa! A roupa de ir à Missa não deve chamar a atenção dos outros nem pelo luxo ou moda nem pela falta de modéstia.

Vocês que estão aqui, são pessoas mais santas. Mas o que vou estou falando serve para vocês sentirem segurança nos bons costumes da Igreja e ajudar os que não sabem. Por exemplo, tenho visto em igrejas de diversas regiões do Brasil, jovens mascando chicletes durante a missa  e até na fila de comunhão!

Poderia alguém dizer:

- “Com tantas comunhões, como eu deveria ser melhor! ”

E poderíamos responder:

- “Sem tantas comunhões, o que seria de mim?”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.